Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2013

Folar

Ingredientes

1kg de farinha
12 ovos
250g de manteiga ou margarina
50g de azeite
30g de fermento de padeiro
salpicão q.b.
linguiça q.b.
presunto q.b.
frango assado q.b.
leite q.b.
sal q.b.

Preparação

Ponha a farinha em monte num alguidar e deite no meio o fermento de padeiro desfeito num pouco de água tépida.
Mergulhe os ovos rapidamente em água morna e abra-os sobre a farinha, mexendo, para misturar, em círculo.
Depois regue a massa com a manteiga derretida e o azeite, e amasse bem, juntando se necessário um pouco de leite morno temperado com sal.
Bata a massa até esta desprender do alguidar, e depois de polvilhar com um pouco de farinha tape com um pano e deixe levedar em local aquecido.
Unte com margarina um tabuleiro de 7 ou 8 cm de altura e revista-o de uma camada de massa (1/3 da massa total), pondo por cima metade da porção das carnes frias, cortadas em rodelas, e alguns bocados de frango desossado.
Cubra as carnes com uma segunda camada de massa e espalhe sobre ela as restantes carnes.
Cubra totalmente com a restante massa e deixe levedar até dobrar o volume.
Pincele a superfície com gema de ovo e leve a cozer em forno bem quente durante 45 minutos.

petiscos.com

Read Full Post »

pedra

Uma das romarias que ainda consegue manter o equilíbrio entre as suas vertentes religiosa e pagã é a do Senhor da Pedra, na freguesia de Gulpilhares, no concelho de Vila Nova de Gaia. Mesmo fora do seu dia de festa, aquele santuário batido pelas ondas atlânticas é chamariz para centenas de peregrinos.

Pois reza a lenda que, há séculos, os habitantes da freguesia se empenharam em construir uma capela num largo chamado do arraial. Ora quando as paredes começaram a erguer-se, nas pedras da beira-mar surgiu uma luzinha apelativa da atenção de todos. E os de Gulpilhares entenderam a mensagem. Era aquele e não outro o lugar onde deveria ser erguida a capela, que ali tomou o nome de Senhor da Pedra.

O visitante do lugar, se contornar a capelinha, encontrará atrás uma marca na pedra, uma marca em forma de tosca ferradura. Se perguntar a alguém da terra o que vem a ser aquilo, receberá como resposta:

– É a pegada de um boi bento que por ali passou…

O Grande Livro das Tradições Populares Portuguesas

Read Full Post »

NovoLogoCaple-pequeno

Estão abertas as inscrições para a Época de Maio dos exames CAPLE. Os interessados poderão inscrever-se no nosso Centro todos os dias úteis das 10:30h às 13:30h, ou através de correio electrónico (centroexamenesportugues@frah.es) remetendo em anexo os documentos necessários e comprovativo de pagamento, até ao próximo dia 12 de Abril. Para mais informações, consulte a página do CAPLE ou entre em contacto com o nosso Centro de Exames.

Documentos necessários:

BANCO DE CAJA ESPAÑA DE INVERSIONES, SALAMANCA Y SORIA, S.A.

Código entidad: 2096   Código sucursal: 0409      Dígito de control: 37

Nº de cuenta: 3064123730

Titular:  FUNDACIÓN HISPANO PORTUGUESA REI AFONSO HENRIQUES

Read Full Post »

“No contexto da crise que se vive no país, a comunicação social portuguesa adoptou uma nova palavra, ao que parece, criada nas redes sociais: “grandolar”*. Deriva do substantivo próprio Grândola, nome de uma cidade alentejana, e significa «interromper um político com a canção “Grândola, Vila Morena”, como protesto». O novo verbo refere-se, portanto, não directamente à cidade mencionada, mas, sim, à famosa canção “Grândola Vila Morena”, de José Afonso, a qual assinalou o 25 de abril de 1974 e a chamada “Revolução dos Cravos”, que conduziram à instauração do actual regime democrático de Portugal. Recordemo-la, na voz do seu autor.”

*Tem o derivado grandolada e a variante grandolizar, donde deriva grandolização, todas atestáveis na Internet.

in Ciberdúvidas da Língua Portuguesa

Read Full Post »